Trabalhar num escritório open office tem os seus “quês” (apesar do argumento frequente que aumenta a interação e a colaboração entre colegas). O espaço pode ser barulhento e existem inúmeras distrações à nossa volta. O que nos impede de fazer a tal chamada importante para um cliente em silêncio se todas as salas de reuniões estiverem ocupadas, certo? Este cenário acontece em muitas empresas que aderiram à moda dos open offices, é um facto. Mas, no ano passado, uma startup batizada de ROOM desenvolveu uma solução que pode resolver este problema em menos de 30 minutos. Os empreendedores Morten Meisner-Jensen e Brian Chen criaram um phone booth para open offices que pode ser montado em meia hora e apenas com uma chave sextavada. Tal móvel do Ikea.

A ideia do novo phone booth surgiu a Morten Meisner-Jensen e Brian Chen porque eles próprios tiveram dificuldades em trabalhar em espaços abertos. “Era difícil concentrarmo-nos ou fazer o nosso trabalho com tantas distrações, e para atender uma chamada telefónica muitas vezes precisávamos de ir para o corredor”, conta Meisner-Jensen. Procuraram uma solução, mas não encontraram nada que fosse barato, fácil e rápido de montar. Em maio de 2018, após trabalharem com uma equipa de especialistas em acústica, engenheiros e designers, lançaram o ROOM One – “um espaço privado à prova de som, bem ventilado, sustentável (é feito a partir de mais de mil garrafas de plástico), e acessível a empresas de todas as dimensões”. O ROOM One tem ainda uma mesa pequena e um quadro magnético. Um detalhe importante: se mudar de escritório, pode desmontar e voltar a montar o phone booth facilmente.

Em um ano, a empresa de Morten Meisner-Jensen e Brian Chen já conquistou mais de 450 clientes, incluindo empresas como Nike, NASA, Google e Salesforce. Infelizmente, a ROOM ainda só faz entregas nos EUA e Canadá, mas até final do ano vão entrar em alguns países da União Europeia. Cada ROOM One custa 3495 dólares.