O problema.
Há cinco anos, Ricardo Jorge era um viajante de negócios frequente. O empresário vivia na Suíça, onde era consultor de várias empresas, e viajava de avião várias vezes por mês entre cidades como Londres, Lisboa e Genebra. Um dia, numa dessas viagens, questionou-se porque não havia uma forma de ligar as cidades ponto a ponto, sem que perdesse tanto tempo até chegar ao destino final. Sem que perdesse muitas horas úteis em termos de trabalho, enquanto passava pela segurança do aeroporto, enquanto esperava pelo seu voo. “Eram 6 horas da manhã, estava a apanhar um voo de Londres com direção a Genebra. Depois de ouvir um podcast sobre a disrupção na mobilidade e nos transportes, e saber da impossibilidade de uma companhia aérea low cost ser a solução para as deslocações ponto a ponto, pensei: e se não fossem aviões, fossem carros? O problema podia ser resolvido”, relembra o empreendedor. Após este momento aha e alguma pesquisa, Ricardo Jorge começou a trabalhar num novo serviço de transporte entre cidades para clientes empresariais.

A ideia.
Em setembro de 2018, o empresário lançava a Yoyoloop, uma startup portuguesa que disponibiliza transfers premium intercidades, com Wi-Fi e condições de trabalho a bordo. “Se vou a conduzir, não posso usar o meu tempo a ler emails, a mandar mensagens, não posso ir a trabalhar. De comboio ou avião, também perdemos muito tempo nas deslocações até à estação ou aeroporto, verdade? O nosso objetivo é oferecer um serviço de mobilidade partilhada que permita que a deslocação intercidades seja feita com conforto e que permita aproveitar o tempo de forma útil”, adianta, acrescentando que todos os transfers têm internet, ar condicionado, água e snacks a bordo.
Para usufruir deste serviço, basta aceder ao website da Yoyoloop e escolher um dos pontos de partida e chegada nas cidades disponíveis (há 12 em Lisboa e nove no Porto, por exemplo), escolher o dia e a hora, e fazer o pagamento online. O cliente recebe o bilhete eletrónico no email e o contacto do motorista. Uma viagem de ida para o Porto custa 44 euros, já de Lisboa até Leiria são 22 euros (um valor mais baixo do que o custo de levar o próprio carro).

O resultado.
A empresa está a funcionar há menos de um ano, e para já ainda só tem rotas de ida e volta em quatro cidades portuguesas — Lisboa, Porto, Leiria e Coimbra —, operando todos os dias com 10 viaturas de gama superior com lotação para cinco passageiros. “Desde que iniciámos operações já transportámos mais de 750 pessoas, em cerca de 250 viagens. É um número simpático, mas acreditamos que existe espaço para crescer mais. De acordo com as nossas fontes, há cerca de 35 mil pessoas que viajam todos os dias entre Lisboa e Porto, em ambos os sentidos. Por isso, num futuro próximo, queremos consolidar a viagem Lisboa-Porto aumentando o número de viaturas”, adianta.
Ricardo Jorge tem esperanças no futuro do seu negócio. Até porque o feedback dos clientes tem sido positivo e muitos usam o serviço de forma recorrente. A Yoyoloop é procurada por consultores, advogados e gestores em PME, mas também por empresas que reservam um transfer exclusivo para as suas equipas irem a uma reunião com um cliente ou ao seu escritório no Porto, por exemplo.