As trotinetes elétricas vieram para ficar. Cada vez mais as pessoas utilizam este meio de transporte alternativo dentro das cidades. Seja para irem para casa, seja para irem para o trabalho. A par da tendência, e apesar de já existirem umas quantas marcas e redes de trotinetes disponíveis, algumas empresas tentam a sua sorte neste mercado, como é o caso da fabricante de automóveis elétricos NIO – que já apelidaram de “Tesla chinesa”. Em abril deste ano, em parceria com o conhecido estúdio de design britânico Layer, a NIO apresentou a PAL, uma trotinete elétrica com inteligência artificial e tecnologia de machine learning capaz de memorizar rotas e responder às indicações e perguntas do utilizador. “Leva-me para o trabalho”, “Quanto resta de bateria?”, “Qual o caminho para o restaurante mais próximo?”, por exemplo. De acordo com a Layer, a trotinete é controlada através de um auricular sem fios Bluetooth, ligado a uma aplicação própria para smartphone ou smartwatch, com o sistema inteligente NOMI da fabricante chinesa. Com esta app, o utilizador pode monitorizar a velocidade, a distância, a bateria, e transmitir os dados ao sistema da NIO – o “companheiro digital do utilizador”, que vai aprendendo ao longo do tempo as suas preferências de rotas e a responder aos seus comandos de voz. Um detalhe importante: as informações sobre bateria e velocidade também são exibidas na coluna de direção da trotinete (não, não vai ter que olhar para o telemóvel!). O estúdio de design britânico – que já trabalhou com empresas como Nike, Google, Apple e Braun – desenhou a trotinete para que os utilizadores a possam dobrar para um tamanho mais compacto e, assim, seja mais fácil de carregar. Além disso, a Layer criou vários acessórios – como uma mala, cesta ou carrinho de compras – que podem ser fixados na frente da trotinete. A Pal foi apresentada no evento Wallpaper* Handmade, na última Semana de Design de Milão, em abril.