A realidade virtual é uma das grandes tendências deste ano. Não há dúvidas. No passado mês de fevereiro, por exemplo, a apresentação dos novos smartphones da Samsung foi transmitida em 360°, no Mobile World Congress 2016, em Barcelona. Todos os espetadores na plateia usaram óculos de realidade virtual Gear VR da Samsung durante a comunicação. O sucesso é tal que nos últimos tempos muitas empresas têm revelado que vão apostar nesta tecnologia. O Facebook é uma delas. Mais: têm surgido startups que recorrem à realidade virtual como ferramenta principal do seu negócio. E, também, na área de apresentações. Um exemplo? A startup VirtualSpeech, que nada mais é do que uma plataforma virtual interativa que tem como objetivo ajudar aqueles que têm medo de falar em público. Ou seja, com esta aplicação os utilizadores vão poder treinar apresentações num ambiente virtual, antes de o fazerem perante uma plateia real. As vezes que quiserem, até ganharem a experiência necessária. Segundo a empresa, se praticarmos 3 a 5 dias a falar em público podemos aumentar em 10 vezes as nossas hipóteses de sucesso.

A VirtualSpeech disponibiliza diferentes cenários para atender às nossas necessidades, desde audiências em salas de conferências (com 400 pessoas) e audiências menores em eventos de vendas e reuniões de negócios (com 15 pessoas). Nos planos da empresa também está um cenário de um casamento. E nenhum pormenor foi esquecido para que pareça real. Cada cenário virtual apresenta distrações e ruídos típicos de um ambiente. Mas há mais: se tivermos uma apresentação com slides podemos submeter o ficheiro na aplicação para que apareça no ambiente virtual.
A aplicação funciona com aparelhos Android e Google Cardboard.