A Clínica de Santa Madalena nasceu no seio de um grupo familiar ligado à prótese dentária e à comercialização de equipamentos dentários desde os anos 60. Em 1994 decidiram dar um novo passo na área e começaram a prestar serviços de medicina dentária. A 4 de outubro abriram o primeiro gabinete na Rua Gomes Freire, no centro de Lisboa (espaço ainda hoje em funcionamento). E o negócio correu bem – nos primeiros três meses deram 174 consultas e atenderam 37 urgências. Os anos foram passando e o sucesso manteve-se: hoje já somam 14 unidades em todo o País. “Atualmente, são 14 clínicas próprias em todo o País, a maioria na zona da Grande Lisboa. Gerimos ainda a área de medicina dentária de oito clínicas de uma outra entidade que disponibiliza serviços de saúde”, adianta Luís Marques, diretor administrativo e financeiro da Clínica.

“O nosso corpo clínico tem médicos excelentes, com bastante competência.”

A Clínica de Santa Madalena proporciona todo o tipo de tratamentos, desde a higienização à colocação de “implantes na hora”, passando por tratamentos de ortodontia. Porquê procurar a Clínica para realizar estes tratamentos? – perguntámos. “O nosso corpo clínico tem médicos excelentes, com bastante competência. Além disso, a maioria das nossas clínicas tem um horário alargado de atendimento. Na nossa Clínica do Centro Comercial do Colombo, por exemplo, temos a funcionar um Serviço de Urgências, entre as 20h e as 24h, todos os dias e sem necessidade de marcação prévia. Também desde o início do ano, temos o Serviço ao Domicílio – ainda só disponível na zona da Grande Lisboa –, que tem tido cada vez mais procura”, justifica o responsável. E os resultados, em números, provam o sucesso da Clínica perante os clientes. Em 2018, foram atendidos cerca de 27 mil pacientes por mês e este ano a média do primeiro semestre já ultrapassou a fasquia dos 29 mil por mês.

Ao longo dos seus 25 anos de existência, a Clínica de Santa Madalena tem investido continuamente em equipamentos tecnológicos para assegurar a qualidade dos seus serviços. E para isso, tem optado pela solução de renting da GRENKE. “Temos feito investimentos significativos em equipamentos e novas tecnologias que vão surgindo aplicadas ao setor da medicina dentária. Já trabalhamos com a GRENKE há alguns anos. Por exemplo, no âmbito do programa de atualização do parque informático da empresa, que se iniciou no ano passado, a GRENKE tem sido um parceiro essencial, permitindo que este investimento esteja a decorrer rapidamente, com um impacto muito suave a nível financeiro. O processo é simples e rápido, não carecendo de muitas burocracias.”
Em 2018, a faturação da Clínica de Santa Madalena foi de quase 28 milhões de euros.