Bons Negócios

Laurentina Gomes

Meet the Leader  |   09 Jun 2016

Quis ser médica e foi atleta federada, mas acabou por seguir carreira na área de tecnologia: é administradora da Listopsis há quase 20 anos. Gosta de viver neste meio porque acredita que a tecnologia e a inovação podem mudar o mundo de forma positiva. Um exemplo? A impressão 3D, por permitir imprimir casas e até órgãos humanos.

Se não estivesse a trabalhar na Listopsis qual seria a sua profissão?
Se recuar aos meus tempos de infância, todos nós sonhamos com uma ou várias profissões, a minha ambição era ser médica. Hoje gosto de viver no meio da tecnologia e da inovação que faz mudar positivamente o nosso mundo. Talvez consiga ver competências e desafios comuns entre médica e gestora porque no centro de ambas estão as pessoas, o capital mais importante de uma organização.

Qual a parte mais difícil de gerir uma equipa?
Assegurar a motivação permanente das equipas num negócio com características próprias e num mercado altamente competitivo e turbulento que condicionam os resultados individuais e da equipa. A forma de o contornar é antecipar as tendências do mercado e assegurar que as equipas estão comprometidas com os objetivos, e orientadas para as soluções dos problemas e desafios. Promovo um espírito de partilha, autonomia e rapidez na decisão, sempre centrados e orientados para as necessidades e satisfação dos nossos clientes.

Regra número um nos negócios para si?
O sucesso faz-se com muito trabalho. Desde muito cedo que comecei a praticar desporto, inclusive federado, e a disciplina e o trabalho intenso que aprendi nessa área é equivalente ao que precisamos nos nossos negócios e, diria até, na nossa vida. É fundamental que as pessoas sejam determinadas, focadas e confiantes para garantir desempenhos de excelência individualmente e para que as organizações possam atingir os seus objetivos. Acredito ainda que a prática desportiva contribui para o equilíbrio saudável. E pessoas mais felizes produzem mais e melhor!

Com que empresário gostaria de conversar um dia para trocarem ideias de negócios, de gestão?
Gostava de me sentar com Masashi Muromachi, CEO da Toshiba, até porque somos parceiros da marca há mais de 20 anos. Uma vez que a Toshiba tem setores de ponta de alta tecnologia e lidera a inovação em diversos setores de atividade seria para mim altamente estimulante poder conversar com a personalidade que está no topo desse movimento inovador.

A melhor ideia de negócio dos últimos tempos na sua opinião?
A impressão 3D que está a evoluir muito rapidamente e a cobrir praticamente todos os setores de atividade. Há empresas a produzir em impressão 3D desde casas a órgãos humanos, passando por um sem número de outros objetos de grande utilidade para o nosso dia-a-dia. Acredito que a impressão 3D vai melhorar e facilitar a nossa vida, quer no plano pessoal quer profissionalmente, de uma forma sem paralelo na história.

Qual o skill que gostaria de melhorar?
Não sendo propriamente um skill mas um projeto, gostava de levar o grande trabalho que desenvolvemos ao nível de soluções tecnológicas, assentes na parceria com a NEC, Toshiba e HP, para além-fronteiras. O facto de estas empresas terem os seus representantes locais em cada país é uma dificuldade, mas quanto mais conheço o mundo mais vejo que as empresas portuguesas conseguem oferecer soluções de topo com níveis de serviço equiparados com os melhores países.

Qual o momento da sua vida que mais se orgulha?
Orgulho-me acima de tudo do nascimento dos meus filhos e de cada um deles, nos seus percursos individuais e atitude de vida. Mas foi também um grande orgulho a criação de duas empresas de sucesso, a Liscic que representa uma multinacional em Portugal, a Toshiba, e a Listopsis, que em plena crise expandiu o negócio num cenário em que muitos concorrentes desapareceram nos últimos anos.

Viagem que gostaria de fazer?
A Austrália é a minha viagem de sonho, um país que me encanta pelos lugares incríveis, beleza ímpar e uma cultura muito rica e diversificada.

O que está a ler?
Estou a ler "O Nosso Iceberg Está a Derreter" de John Kotter, uma fábula maravilhosa que fala da resistência à mudança, de obstáculos aparentemente inultrapassáveis e das táticas mais inteligentes para lidar com esses mesmos obstáculos.

A melhor parte do seu dia?
Diria que tenho dois momentos de que gosto particularmente. O primeiro quando saio do ginásio cheia de energia, chego ao escritório e contagio as equipas com essa energia positiva para enfrentar os desafios e problemas diários que são sempre muitos e diferentes. O segundo momento é quando chego a casa e os meus filhos me contam o seu dia, com eles partilho também o meu e formamos uma equipa comprometida na solução dos problemas e planeamento das nossas vidas. Desde a universidade que tenho este "bicho" de gerir e enfrentar desafios em equipa e não o consigo desligar, mesmo em casa!

 

Partilhe este artigo

Comentários  |  0 Comentários

Máximo 600 caracteres | Política de Comentários

Submeter
Subscrever Newsletter