Bons Negócios

Juvenal Guerreiro

Meet the Leader  |   12 Jun 2017

O diretor-geral da Juvex é um empresário de muitos sonhos e paixões. Adora conduzir automóveis desportivos, se pudesse teria uma fábrica onde transformaria materiais em embalagens e há dois anos apostou na reabilitação de imóveis. No entanto, desde 1995, que trabalha a tempo inteiro no seu negócio na área de tecnologia com uma equipa que considera e trata como família.


Se não estivesse a trabalhar na Juvex qual seria a sua profissão?
O mundo automóvel fascina-me. Por isso, hoje, talvez fosse mecânico, corredor de carros desportivos, ou qualquer outra profissão ligada a motores. Era bom que todos os nossos sonhos se realizassem, mas as nossas vidas às vezes seguem outro rumo.

Regra número um nos negócios para si?
Julgo que a honestidade e a transparência são o mais importante. Não só nos negócios, mas na vida também. Gosto de ter a consciência tranquila em tudo o que faço. Gosto de estar bem e de me dar bem com as pessoas. Temos de ser homens de honra.

Um conselho para gerir bem uma equipa?
Ter empatia pelos colaboradores. Criei a minha empresa há 22 anos e muitos dos meus funcionários estão comigo desde o início. Ao longo destes anos aprendi que devemos tentar sempre colocarmo-nos no lugar das pessoas, perceber as suas preocupações e angústias, e conhecer aquilo que mais gostam e querem na vida. E ajudá-las se for necessário. É o que faço em família e no trabalho não é diferente. Trato todos os meus colaboradores como família.

Como promove o espírito de equipa na sua empresa?
Reconheço o mérito, o valor de cada um. Dou sempre os parabéns aos meus colaboradores pelo bom trabalho que fazem. E isso, já por si só, contribui muito para a motivação individual e, em consequência, para a promoção do espírito de equipa. Além disso, todos os trimestres organizo um almoço em equipa para falarmos sobre a nossa atividade. Como é que estamos, o que precisamos de fazer para melhorar. Todos sabem que cada um tem o seu papel e que são importantes para uma equipa funcionar.

Quais as características que procura num colaborador para a sua equipa?
Sempre procurei pessoas honestas, sérias, com valores e princípios. E trabalhadoras. São características que nem sempre conseguimos avaliar num primeiro contacto e, por isso, normalmente faço duas a três entrevistas. Na primeira entrevista ficamos com uma perceção geral da pessoa (positiva ou negativa), que no segundo contacto fica mais clara.

Qual a empresa ou produto que gostaria de ter criado?
Gostava de ter criado uma empresa ligada à transformação de plásticos. Ou seja, uma fábrica que transformasse materiais plásticos em embalagens, como as dos iogurtes ou garrafas de água. É outro mundo que me fascina.

Qual o momento da sua vida que mais se orgulha?
O nascimento dos meus filhos. Mas também o seu crescimento. Hoje são dois homens com caráter e bons profissionais. Um trabalha comigo na Juvex, é o meu braço direito, e o outro trabalha no mundo dos automóveis.

Qual foi o maior desafio da sua vida?
Criar há dois anos uma empresa no ramo imobiliário. Há algum tempo que tinha o sonho de ter um negócio ligado à reabilitação de imóveis e decidi avançar com mais este desafio na minha vida. O que faço é comprar apartamentos em Lisboa e restaurar para venda. A cidade está na boca do mundo e é agora uma grande oportunidade.

Uma dica para ser um bom líder?
Para ser um bom líder, primeiro que tudo, tem de acreditar naquilo que faz. Depois, tem de saber fazer para dar o exemplo. Não podemos pedir nada a ninguém se não o soubermos fazer também. Temos que passar pela experiência, não basta ler livros.

Um passatempo?
Tenho um automóvel desportivo que gosto muito de conduzir e de vez em quando faço umas corridas com os meus filhos.


A JUVEX, empresa portuguesa criada em 1995, é um concessionário Xerox que comercializa equipamentos da marca e que oferece ainda aos seus clientes serviços de suporte informático. Em 2014 foi distinguida como PME Líder. No ano passado, os resultados da empresa ascenderam os 4 milhões de euros.

 

Partilhe este artigo

Comentários  |  0 Comentários

Máximo 600 caracteres | Política de Comentários

Submeter
Subscrever Newsletter