Bons Negócios

Flybox, o drone de inventário

Bastidores  |   01 Set 2017

Os drones são uma nova fonte de informação digital para as empresas. Não só para as da área do cinema e comunicação, mas também para companhias em setores como construção, agricultura, transportes, entre outros. Por cá, por exemplo, os CTT já fizeram testes de envio de correio através destes aparelhos. A Amazon está a trabalhar para que as entregas de encomendas com drones sejam possíveis num futuro próximo. Os drones podem ter inúmeras aplicações. Podem ser utilizados para apresentar novos negócios ou serviços. Podem ser utilizados para ajudar as empresas a serem mais eficientes e produtivas, a melhorarem processos e tarefas. O Flybox, por exemplo, um drone criado pela Linde Material Handling, foi desenhado para simplificar ao máximo o processo de inventário em armazéns.
Como funciona esta solução? O Flybox está equipado com seis rotores, uma câmara, um scanner leitor de códigos de barras e um telémetro. O drone está assim preparado para mover-se em frente aos materiais empilhados, tirar fotografias da localização de todas as paletes e capturar os códigos de barras dos bens armazenados, cuja informação será transferida para o computador através de uma aplicação. O programa, de acordo com informações da Linde em comunicado, mostra depois a posição da estante, incluindo o correspondente código de barras e a sua fotografia. Um detalhe importante: o stacker automático da Linde, L-MATIC, é o encarregado de guiar o Flybox durante a sua missão de inventário. Os equipamentos encontram-se interligados através de um conversor de voltagem e um cabo autoajustável.
As vantagens do Flybox são claras: economia de tempo e dinheiro. De acordo com a empresa alemã, o drone foi desenhado para operar de forma completamente autónoma, sendo possível colocá-lo a trabalhar fora do horário laboral: de noite, durante o fim de semana. Além disso, durante o processo de inventário manual são frequentes os erros, acidentes ou danos causados aos artigos e ao equipamento, o que traz alguns custos para as empresas. Com o Flybox, a Linde garante que esta possibilidade é nula. A Linde espera lançar o produto em 2018.

Partilhe este artigo

Comentários  |  0 Comentários

Máximo 600 caracteres | Política de Comentários

Submeter
Subscrever Newsletter